Os passos para a reprodução humana assistida:

Tecnicamente, é considerado infértil o casal que vem tentando engravidar naturalmente há um ano ou mais, mantendo relações sexuais regulares sem quaisquer métodos anticoncepcionais e não obtêm sucesso. Lembre-se que infértil não é estéril – condição permanente e irreversível. Homem e mulher devem passar por avaliação médica, pois a infertilidade será sempre do casal e, uma vez diagnosticada, ficará mais fácil indicar a solução do problema.

 

- Avaliação com médico especialista em Reprodução Assistida que irá investigar as causas da demora de engravidar. Para a mulher, a fertilidade varia bastante de acordo com a idade, predisposições genéticas, disfunções hormonais e fatores externos como estilo de vida. A investigação masculina é feita inicialmente através da solicitação do espermograma.

 

- Uma vez tendo o diagnóstico, a Progênese pode ajudar no processo de gravidez através da realização de Inseminação Artificial (IIU) ou Fertilização in Vitro (FIV).

 

- A Fertilização in Vitro (FIV/ICSI) é uma técnica mais complexa pois a fertilização ocorre no laboratório depois da retirada dos óvulos e da coleta de sêmen. Após a formação dos embriões, a evolução deles é acompanhada até o 5º dia de desenvolvimento e então eles serão transferidos para o útero da mãe.

 

Inseminação Artificial (IIU) é uma técnica considerada de baixa complexidade pois a fertilização ocorre no próprio organismo e não necessita de uma estrutura de laboratório complexa nem ambiente cirúrgico para sua realização. A ÌIU é a introdução no interior do útero da seleção de espermatozoides móveis preparados no laboratório. O encontro dos espermatozoides e do óvulo ocorrerá naturalmente na tuba uterina.

 

Criopreservação de Sêmen

Se um homem for passar por quimioterapia, é indicado que realize congelamento de seus espermatozoides para que possa ser pai após o tratamento. Essas células respondem muito bem ao congelamento e descongelamento, apresentando altíssimas taxas de sobrevivência, havendo registros de crianças nascidas com mais de 20 anos de congelamento de sêmen. Realiza-se a coleta por masturbação no laboratório, totalizando três amostras seminais em dias diferentes. Nos casos em que não haja tempo antes do tratamento de quimioterapia, pelo menos uma amostra deverá ser colhida.

 

Criopreservação de Embriões

Indicado para casais, para preservar a capacidade de conceber no futuro. Antes do congelamento dos embriões, deve-se passar por um procedimento de Fertilização in vitro (FIV) e aguardar a menstruação. Após a coleta de óvulos, os embriões são produzidos pela união do óvulo e do espermatozoide em laboratório. Os embriões morfologicamente viáveis são criopreservados no 3º ou 5º dia de desenvolvimento, com isso, após o final do tratamento do câncer, é possível transferir os embriões para o útero após um ciclo ovulatório ou com o auxílio de um preparo hormonal do endométrio mimetizando um ciclo ovulatório. As taxas de sobrevivência embrionária  são elevadas e, com o aperfeiçoamento das técnicas de vitrificação, chegam a níveis superiores a 80%.

 

Criopreservação de Óvulos

Indicado para mulheres que querem adiar a maternidade, seja por motivos profissionais, tratamento de alguma doença ou produção independente. Antes de iniciar a técnica, a paciente passa por um período de indução da ovulação, para recrutamento e crescimento folicular, seguido de aspiração folicular e identificação microscópica dos oócitos para sua vitrificação (congelamento). Esse procedimento leva de 10 a 15 dias para ser realizado. Ocorre a estimulação ovariana, coleta e vitrificação dos óvulos – congelamento rápido em nitrogênio líquido à baixíssima temperatura. No caso de óvulos imaturos – sem a etapa completa de indução da ovulação -, eles também podem ser criopreservados após passar por um processo de maturação in vitro, realizado antes ou após a preservação, tornando o processo ainda mais rápido. Os óvulos podem ser criopreservados por tempo indeterminado, e as taxas de sobrevivência aproximam-se a 85% com as técnicas de vitrificação. Este procedimento dispensa a etapa de fertilização com espermatozoides.

 

Redação Progênese

Foto: Donnie Ray Jones

Quarta-feira, 30 de Maio de 2018
Voltar
fb.com/progenese
|
46 3220 2969
|
Av. Brasil, nº450, sala 1002 - 10º andar, Ed. Max Saúde.