Infértil, vasectomisado ou com azoospermia? A Progênese realiza Espermograma Completo Diferenciado

 

O que há de mais tecnológico em reprodução humana que possa auxiliar homens e mulheres está disponível na Progênese Tecnologia em Reprodução Assistida.
 
O espermograma é um exame que analisa a saúde da próstata e dos espermatozoides produzidos pelo homem através de uma amostra de sêmen coletada por via da masturbação, seguindo as orientações da Organização Mundial da Saúde. Para estes, a Progênese realiza o Espermograma Completo Diferenciado. 

Nos casos de homens inférteis, portadores de azoospermia obstrutiva ou homens que já passaram por vasectomia? 
 
Trata-se da obtenção cirúrgica de espermatozoides diretamente do epidídimo e testículo, utilizando as técnicas PESA, MESA, TESA e TESE. Vamos compreender estas siglas e diferentes procedimentos?
 
• PESA (Percutaneous Epididymal Sperm Aspiration): essa é a técnica menos invasiva, pois apenas aspira o líquido do epidídimo (parte em que está a maior parte dos espermatozoides), sem para isso ter que abrir o escroto. O procedimento pode ser feito apenas com anestesia local e é utilizado principalmente em homens em que os gametas não escoam para o pênis, como quem passou por uma vasectomia. 
• MESA (Microsurgical Epididymal Sperm Aspiration): é um método um pouco mais complexo, pois é feita uma incisão de cerca de 2 centímetros na pele do escroto, expondo assim o epidídimo. Depois um dos túbulos dessa estrutura é isolado e o fluído dentro dele é aspirado.
• TESA (Testicular Sperm Aspiration): caso não sejam encontrados espermatozoides no epidídimo, os especialistas partem para essa técnica, que é bem semelhante a PESA, mas é feita no testículo, onde os espermatozoides são produzidos.
• TESE (Testicular Sperm Extraction): Obtenção de espermatozóides por biópsia testicular. Bloqueio anestésico do cordão espermático. Biópsia de testículo aberta clássica ou percutânea com agulha tipo “tru-cut”. O fragmento é colocado em meio de cultura tamponado. Os túbulos seminíferos são separados e incisados com bisturi ou tesoura para liberação dos espermatozóides. O procedimento é realizado com auxílio de microscópio ou lupa. A vantagem é a obtenção segura de fragmento testicular.
 
(Redação Progênese com informações Minha vida)
 

 

Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2018
Voltar
fb.com/progenese
|
46 3220 2969
|
Av. Brasil, nº450, sala 1002 - 10º andar, Ed. Max Saúde.